Tendência: Live e-commerce une os “ingredientes” favoritos do consumidor para alavancar vendas

Receita perfeita? Formato leva os ingredientes favoritos dos consumidores: redes sociais, influenciadores, entretenimento e promoções.

Foto: Shutterstock

O Dia dos Namorados, historicamente, movimenta o comércio brasileiro. A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) estima que em 2022 a data deve arrecadar cerca de R$ 1,65 bilhão, o que representa uma alta de 2,5% em volume de vendas em relação ao ano passado. Para aproveitar as oportunidades do mercado e conquistar o consumidor, é preciso inovar e aproveitar as tendências, como o live e-commerce.

Leia mais: Live Commerce, a tendência para gerar lucro usando as redes sociais

O livestream e-commerce é uma novidade no comércio eletrônico brasileiro que pode ser uma boa estratégia para atrair até os consumidores mais exigentes. Para isso, basta dedicar tempo e criatividade com o objetivo de desenhar um bom plano para atrair o seu público-alvo. Funciona da seguinte maneira: empresas de diferentes segmentos podem utilizar plataformas de transmissão ao vivo para realizar lives e vender seus produtos para consumidores. O Kwai foi a primeira rede social a estrear o live e-commerce no Brasil, em outubro do ano passado.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

O modelo conta com a participação de influenciadores digitais, artistas ou empreendedores para apresentar os detalhes dos produtos e chamar para a compra. Além disso, plataformas como o Kwai permitem que a aquisição seja feita de forma otimizada, com poucos cliques, e sem que o cliente precise encerrar a transmissão para completar sua jornada de compra. A ideia é tornar a experiência de compra interativa, humanizada e também personalizada, uma vez que os consumidores que participam da live podem ter acesso a descontos exclusivos.

Apesar de ainda ser novidade no mercado brasileiro, o live e-commerce já faz muito sucesso em outros países do mundo. Na China, que é considerada uma referência em livestream e-commerce, a tendência surgiu por volta de 2016 e, de acordo com a consultoria global eMarketer, movimentou US$ 131 bilhões apenas em 2021. Em 2020, as transações facilitadas pela Kuaishou, empresa desenvolvedora do Kwai, no país asiático chegou a cerca de US$ 50 bilhões – sendo considerada a segunda maior plataforma de e-commerce global.

Aprenda como produzir vídeos curtos na vertical

Especialistas acreditam que o live e-commerce deve seguir em crescimento nos próximos anos. Um estudo feito pela Research and Markets estima que em 2027 esse modelo de vendas seja responsável por movimentar US$ 600 bilhões em todo o planeta.

Entender o motivo do sucesso não é difícil, uma vez que a “receita” do formato leva os ingredientes favoritos dos consumidores: redes sociais, influenciadores, entretenimento e promoções.

Um estudo feito pela plataforma Cupom Válido, que reuniu dados da Hootsuite e WeAreSocial, concluiu que o Brasil é o terceiro país que mais usa redes sociais no mundo, com média de 3h42 por dia. Apenas Filipinas (4h15) e Colômbia (3h45) ficam mais tempo conectados.

A Global Consumer Survey também mostrou que em 2021 o Brasil superou a China e se tornou o país em que o público é mais impactado pelo marketing de influência, de forma que 40% dos consumidores brasileiros já compraram algum produto indicado por um influenciador.

Os dados nos ajudam a entender como utilizar o live e-commerce para demonstrar produtos, envolver consumidores e vender é uma tendência que deve crescer ainda mais nos próximos anos. É uma estratégia simples, que pode ser aproveitada por empresas de pequeno, médio ou grande porte, sem necessitar de superproduções. Na próxima data comercial, o Dia dos Namorados, todos podem ganhar com o live e-commerce: empresas conseguirão alavancar suas vendas e consumidores terão acesso a promoções para presentear quem se ama. E você, já está preparado para mais essa tendência?

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

*Por Ari Martire, Head de Sales do Kwai no Brasil.


+ Notícias

Cocriação: o caminho para o sucesso de marcas em plataformas de vídeos curtos

Mininovelas originais, a nova tendência em plataformas de vídeos curtos 




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS