Wellness e o avanço do mercado de bem-estar

Aporte da Adventures será investido em digital native vertical brands (DNVBs), reforçando o potencial de crescimento do segmento no país

Foto: Shutterstock

O mercado de bem-estar, também conhecido como wellness, é uma das áreas que mais crescem no Brasil, onde o conceito já está sendo difundido e aplicado aos negócios, sendo Gympass, Psicologia Viva e Zenklub alguns dos representantes mais populares do setor.

De olho nisso, a startup Adventures – que é também é uma aceleradora de marcas – lançará este ano sua divisão de marcas nativas digitais focada em wellness.

O objetivo da empresa é criar a maior plataforma de lançamento de marcas e produtos no setor de beleza e wellness para celebridades, dentro da estratégia de construção de marcas próprias do grupo.

A companhia, um ano após o lançamento, já vale R$ 450 milhões e anunciou a captação de R$ 50 milhões em um novo aporte. O montante chega para reforçar a estratégia de aceleração das digital native vertical brands (DNVBs) da companhia como uma importante fonte de inovação. Para Rapha Avellar, um dos cofundadores, este é um passo determinante na história da Adventures.

“Atrair capital de qualidade e parceiros estratégicos de grande valor foi uma consequência natural da execução impecável da equipe no primeiro ano da empresa”, afirma.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

“2022 será muito interessante para nós. À medida que vemos nosso modelo de crescimento acelerado e rentável deslanchar, avançamos ainda mais nossa capacidade de investimento. Posso afirmar que estamos criando de forma recorrente vantagens competitivas significativas em nosso ecossistema de construção e aceleração de marcas”, explica.

A rodada de captação série A foi liderada pela Provence Ventures com participação estratégica do Mercado Livre, além de contar com grandes investidores, o fundo Constellation e participação de nomes globais, como os ex C-levels do Twitter e Adam Bain e Matthew Derella, cofundador e membro da 01 Advisors, respectivamente. A startup seguirá apoiada pelos investidores atuais, Atmos Capital, Arbor, Go4it Capital e Navi que acompanharam a rodada reforçando a crença no sucesso da empresa.

“Agora, com nosso ecossistema de conteúdo e comércio constituído, o aporte chega para viabilizar nossa estratégia de lançamento de marcas próprias. Com o capital, vamos iniciar o processo de criação, desenvolvimento e aceleração de marcas nativas digitais em sociedade com celebridades que, por meio de tecnologia proprietária e tendo o acesso a dados do clique à entrega, possibilitem a melhor experiência ao cliente”, avalia o também fundador da Adventures, Ricardo Dias.

O aporte chega em momento de crescimento exponencial da empresa que, em apenas 12 meses, bateu no último mês mais um recorde ao atingir um patamar de receita anualizada acima de R$ 90 milhões/ano.

O investimento e aliança estratégica com Mercado Livre para lançar marcas próprias da Adventures também representa um importante marco para a empresa, uma vez que no final do ano passado a startup anunciou o rollout de uma de suas principais estratégias de negócio: criar, adquirir, acelerar e operar DNVBs próprias.

“Os negócios do futuro serão construídos na intersecção entre conteúdo e comércio eletrônico, estes são os catalisadores de resultados da nova era. É lá que o novo consumidor está e para onde estamos caminhando”, pontua Rapha Avellar.

“Temos acompanhado o fenômeno de DNVBs fora da América Latina e acreditamos que é uma tendência com potencial enorme de crescimento na região. Enxergamos na Adventures uma empresa com modelo de negócios robusto, uma equipe de primeira linha e com larga experiência na área. Esse mix os posiciona como o parceiro ideal para capturar essa oportunidade”, conta Renato Pereira, diretor sênior de novos negócios do Mercado Livre na América Latina.

Nesse contexto de forte crescimento, os recursos da captação serão aplicados na evolução do stack de tecnologias proprietárias da empresa e no lançamento de novas DNVBs com celebridades nas categorias de beleza e saúde, e bem-estar. Com isso, o ecossistema da Adventures passa a atuar em duas frentes de grande sinergia: marcas próprias e de clientes.

O mercado de wellness no Brasil

Além de tudo isso, Thiago Burgers, presidente da divisão ventures na Adventures, comenta que o mercado de Wellness é bastante amplo e abrange diferentes categorias de produtos. Desta forma é complexo trazer uma visão generalista da categoria, pois o mercado pode ser segmentado em:

● Saúde: produtos e serviços que vão além de nutrição e medicamentos. Estão incluídos equipamentos de monitoramento da saúde portáteis, como relógios ou tecnologias de telemedicina;
● Fitness: do vestuário aos equipamentos;
● Nutrição: vitaminas e suplementos;
● Sono: de equipamentos a suplementos;
● Mindfulness: aplicativos.

“Nos aprofundando em nutrição, uma das maiores oportunidades no mercado brasileiro, vemos uma grande mudança de relação com o consumidor. A partir de 2018, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) revisitou a legislação de suplementos alimentares no país, possibilitando a venda de mais ativos, assim como a comunicação expressa de seus benefícios. Algo que já ocorre nos Estados Unidos há muito tempo, por exemplo”, exemplifica.

“Somado a virada do marco regulatório para a categoria com o advento da pandemia, vitaminas e suplementos apresentaram crescimentos recordes. Sem dúvida que a evolução foi significativa, mas ainda temos um grande espaço a percorrer para vivenciarmos a diversidade de produtos e a penetração que a categoria tem no mercado americano”, completa o executivo.

Promoção do interesse do consumidor

Pelo fato de o wellness se tratar de um segmento específico, entra em xeque a questão de as empresas trabalharem elementos inéditos para engajar o consumidor em relação a grandes players, como, por exemplo, marketplaces que comercializam produtos para este público.

Contudo, de acordo com Thiago Burgers, diferentemente de categorias, como moda, em que o consumidor é muito influenciado pelo apelo emocional de campanhas de marketing e recomendação de influenciadores, a área de suplementos de vitaminas, que é onde a Adventures irá focar seus esforços inicialmente, demanda uma abordagem mais profunda.

“Nosso objetivo é lançar a primeira linha ainda este ano e que trará inovação, alta conexão com as necessidades do consumidor e qualidade. Também queremos despertar a atenção dos consumidores para a categoria, para que possamos ter um impacto positivo na saúde de milhões de vidas brasileiras”, completa.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente


+ Notícias

Assustado com a alta de 15,5% do plano de saúde individual? Será pior com o empresarial

Bem-estar: brasileiros encaram mercado de Wellness como prioridade




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS