Na Visa, soluções instantâneas e seguras também estão no WhatsApp

Juliano Manrique, diretor executivo de Soluções da Visa do Brasil, fala sobre o potencial do WhatsApp para transações financeiras e como a companhia está engajada em prover segurança e praticidade em CX

Tempo de leitura: 3 minutos

8 de julho de 2022

Foto: Pexels

O WhatsApp se tornou uma ferramenta indispensável para o dia a dia das pessoas. Os motivos são muitos – e cada um de nós tem o seu principal. Para empresas de todos os segmentos o WhatsApp passou a ser um canal indispensável no relacionamento com seus clientes e na oferta de serviços e produtos.

Para o segmento financeiro, o WhatsApp vem se tornando mais uma ferramenta no auxílio da melhor experiência com bancos e meios de pagamento. Recentemente a Visa comunicou a ampliação da sua base de emissores para o uso de pagamentos e transferências no WhatsApp.

Para clientes Itaú com cartões Itaú Visa, por exemplo, esses consumidores já podem inserir seus cartões de débito ou combo (débito + crédito) no WhatsApp e fazer e receber transferências.

Lei mais: Serviços de mensageria se fortalecem como meios de pagamento

Praticidade e segurança financeira

Essa facilidade busca oferecer uma opção a mais para clientes de bancos, visto que o WhatsApp se tornou um canal popular e prático. Ter essa agilidade e simplicidade do canal atrelada a mais bancos e bandeiras de cartões torna a transação financeira na plataforma mais segura para o consumidor.

No caso do cartão Itaú Visa, o WhatsApp do consumidor deve estar atualizado para a versão mais recente que possui o serviço de pagamentos (WhatsApp Pay). Em seguida, o consumidor deve acessar a opção “Pagamento” dentro de qualquer conversa no aplicativo, seguir com o cadastro e efetuar a verificação do cartão no App Itaú.

Depois é só informar o valor desejado, enviar para o contato e aguardar a aceitação para o pagamento ser efetivado. Não há qualquer cobrança de tarifa para efetuar as transações e elas são realizadas como uma transferência entre as contas correntes ligadas aos cartões habilitados.

“Acreditamos no potencial desse meio de pagamento e na facilidade que ele traz para o dia a dia das pessoas, visto que, além de gratuita, a funcionalidade está disponível em um dos aplicativos mais utilizados e populares do país” afirma Juliano Manrique, diretor executivo da Visa do Brasil. “A solução tem ganhado espaço nos hábitos de transferências dos brasileiros e a chegada de novos players e cartões vem para impulsionar esse movimento”, completa Manrique.

Segundo Manrique, o WhatsApp traz essa simplicidade e fala com todas as gerações de consumidores e a Visa complementa essa experiência para bancos e clientes aportando mais segurança e confiança nas transações.

Manrique explica que Na Visa, os pagamentos no WhatsApp são realizados por meio das soluções Visa Direct, um conjunto de soluções instantâneas que fornecem pagamentos em tempo real utilizando a rede global da Visa. A plataforma conta com um recurso adicional de segurança, o Visa Cloud Token, que também é utilizada nessa função WhatsApp.

“É uma transação ‘tokeizada’, ou seja, esse recurso fica atrelado ao seu dispositivo apenas. Ela não é habilitada ou poderá ser usada em outro telefone ou conta WhatsApp. A validação dos tokens é intrasferível e evita levar a credencial de pagamentos para outra pessoa e outro aparelho. Isso evita clonagem da transação. Há também a segurança de que cada telefone pode ofertar, como reconhecimento facial ou a forma que o consumidor usa o desbloqueio no seu aparelho celular”, explica Manrique, da Visa do Brasil.

Vale lembrar que no caso da necessidade de um atendimento durante o uso do WhatsApp para transações financeiras é recomendável que o consumidor entre em contato direto com seu banco.

Conheça o Mundo do CX

CX e inclusão financeira via WhatsApp

Como vimos, a penetração e facilidade de uso do WhatsApp tem direcionado os esforços das empresas para uma maior utilização desse canal em suas estratégias em Customer Experience (CX). Porém, estamos apenas no início dessa jornada e algumas barreiras ainda devem ser ultrapassadas.

“Comunicação e educação são os desafios na experiência do cliente com serviços digitais”, pontua Juliano Manrique. “O consumidor hoje precisa entender que esses canais são seguros e trazem mais opções. No caso do WhatsApp veiculado ao Visa Direct, o consumidor pode usar seu cartão de débito não só para pagamentos como para receber dinheiro com esse cartão também”, completa.

Não há dúvidas que as facilidades dos canais digitais para uso financeiro requerem educação financeira e uma comunicação maior das empresas. Para os clientes que fazem uso desses canais como sua ferramenta principal de transação (vide sucesso do Pix), as novas frentes que se abrem, como esse exemplo da Visa e a entrada de novos emissores, se tornam mais uma ferramenta para impulsionar esse mercado.

“Estamos falando aqui de inclusão financeira. Dar mais opções para os consumidores que hoje buscam a digitalização nas suas relações de consumo e entre seus amigos e familiares. O ponto, é que uma solução veiculada a um banco, uma bandeira, traz mais segurança para o consumidor”, avalia Manrique.

Nesse caminho, Manrique destaca que Visa está foca em prover cada vez mais essa instantaneidade com segurança para seus clientes e consumidores. “Não dá mais para conviver com horas ou dias de espera para realizar uma transação financeira, ou validar uma transferência ou pagamento. Na Visa nossa missão é prover cada vez mais soluções instantâneas e seguras”, conclui Manrique.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente 


+ Notícias

Consumidores usam pagamentos digitais tanto quanto acessam o e-mail 

Entrega e serviço pós-vendas: a experiência do cliente nunca termina 

 




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS