CX e Fintechs: agilidade e confiança são fundamentais para o mercado de crédito

Conheça a CashMe, uma fintech que amplia estratégias com foco na experiência do cliente trazendo agilidade e confiança para o mercado

Tempo de leitura: 3 minutos

12 de julho de 2022

Foto: canva.com

A CashMe é uma fintech do segmento de crédito que acaba de anunciar uma nova estratégia de mercado. Com foco em oferecer experiências completas aos seus clientes, a marca passa por uma transformação que visa oferecer além de bons serviços e produtos, mais agilidade, personalização e confiança na tomada de crédito.

“Ouvimos todo nosso time e parceiros com o propósito de atender as expectativas dos nossos clientes. Entendemos que a realidade de crédito no Brasil hoje mais que dobrou e todo esse nosso movimento tem como foco ajudar a reorganizar a vida das pessoas e impulsionar a realização de seus sonhos”, salienta Lilian Goldstein Ferraz, Diretora de Produtos & Marketing da CashMe.

Inovação no portfólio de crédito

Há 4 anos, a CashMe iniciou sua operação no modelo Crédito com Garantia de Imóvel (CGI) ou Home Equity: modalidade de crédito que usa como garantia um bem imóvel. Mas foi em 2021, alinhado à estratégia de evolução do negócio, que a empresa passou a lançar novos produtos de crédito em seu portfólio como: crédito para condomínios, crédito para obras em loteamentos, SFI e Consignado Privado, e outros que estão por vir.

De acordo com Lilian, “o objetivo foi ampliar as opções e experiências que reforçam inovação, contemporaneidade e solidez ao negócio”.

Lilian comenta que a empresa está alinhada ao momento de digitalização do mercado e a necessidade de agilidade do consumidor. “Nosso rebranding nasceu do que já fazemos e não daquilo que iremos fazer. Só que é um trabalho mais preditivo agora, eu diria. Reforçamos nosso trabalho sobre a visão do cliente com a marca, impulsionamos melhorias internas, trazendo mais agilidade para diversas áreas, e tudo isso deu ainda mais autonomia e confiança para nossos colaboradores e parceiros”, explica a executiva da CashMe.

Leia mais: CX além do básico: é possível alcançar a excelência no atendimento ao cliente?

CashMembers: tratamento consultivo de um jeito simples

Atualmente, a empresa conta com mais de 3.800 parceiros que atuam com os produtos da CashMe no portfólio de vendas. Com o novo momento, a pretensão da fintech é ampliar essa rede de profissionais.

Chamado de CashMembers, os especialistas trabalham alinhados à credibilidade e verdade da marca, oferecendo tratamento consultivo de um jeito simples e planejado de empréstimo.

Enquanto a maioria do mercado trata o prazo para modelos de crédito em torno de 30 a 60 dias, na CashMe, esse prazo cai para 20 a 24 dias. “Evidente que cada caso é um caso, mas, entendemos que agilidade é fundamental também para a tomada de crédito”, avalia Lilian.

“Hoje o consumidor quer múltiplos canais de serviços e atendimento para obter essa agilidade”, pontua. Lilian explica que além dos canais tradicionais a CashMe também atende por WhatsApp. Já o portal passou por mudanças para tornar sua navegação mais simples e rápida. “Toda essa digitalização auxilia na autonomia para parceiros na negociação”, ressalta Lilian.

Conheça o Mundo do CX

O futuro do crédito é a experiência

Com todo esse direcionamento, Lilian revela que a CashMe pretende fechar o ano com cerca de R$ 2 bilhões em carteiras. Um compromisso de crescer junto com clientes, parceiros e colaboradores.

Para Lilian essa evolução em CX  no mercado de crédito passa pela confiança e pela experiência. “Transparência, excelência, previsibilidade e personalização, esses são os pilares da CashMe. Será valorizando esses aspectos, a experiência e a confiança como nossa marca, que traremos mais oportunidades para clientes e para todo nosso ecossistema de negócios”, conclui Lilian.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente  


+Notícias

Buscas na Internet são importantes para entender o consumidor do futuro 

Transações digitais são o futuro 




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS