Henkel lança primeiro e-commerce da marca fora da Alemanha no Brasil

O canal de vendas brasileiro contará com toda a linha da Schwarzkopf Professional, Authentic Beauty e STMNT Grooming Goods

Tempo de leitura: 3 minutos

25 de julho de 2022

Foto: Shwarzkopf

Sem dúvidas, 2022 está sendo um momento de estratégico para o e-commerce. Após dois anos em extenso crescimento, o setor agora lida com o retorno das lojas físicas, bem como com as exigências de um público mais informado e que tem, na palma das mãos, um mar de possibilidades no comércio eletrônico. Ou seja: é hora de afirmar bases sólidas nesse canal — e isso tem levado empresas que apenas usavam marketplaces para revenda de seus produtos a abrirem suas próprias lojas online.

A Henkel, detentora das marcas Schwarzkopf Professional, Authentic Beauty Concept e STMNT Grooming Goods, foi uma das empresas que lançou um canal de e-commerce próprio e escolheu o Brasil para iniciar essa jornada. A estratégia é criar mais fidelidade à marca — que, até então, só vendia seus produtos em marketplaces avulsos, como Beleza na Web,  Sephora Amaro .

O canal se chamará Clube do Cabelo Pro e será destinado apenas à venda dos produtos da Henkel no Brasil. Será o primeiro brandsite da empresa alemã em todo o mundo. “A decisão de ter um brandsite no Brasil foi uma iniciativa do país que faz parte da nossa estratégia reforçar a identidade das marcas e ter um espaço para criação de conteúdo e, por meio desse espaço, entender melhor as necessidades e comportamento do nosso consumidor”, esclarece Camilla Garcia, gerente de Marketing e Digital do Grupo Henkel.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente  

A força do e-commerce de beleza no Brasil

Camilla Garcia, gerente de Marketing e Digital do Grupo Henkel

A escolha do Brasil como primeiro país a receber um brandsite, por parte da Henkel, está longe de ser infundada. Isso porque o público brasileiro é bastante exaltado quando o assunto é beleza, saúde e bem-estar: é o quarto maior mercado de cosmética no mundo.

“Durante a pandemia vimos uma crescente desse segmento no canal de e-commerce. A digitalização possibilitou uma maior aproximação entre marcas e consumidores finais, além de ganhar agilidade na comunicação”, destaca Garcia. “A escolha do Brasil faz parte de uma execução 360 das marcas globais, garantindo uma mensagem clara, uniforme e com credibilidade para os consumidores”.

Leia mais: Redes sociais e influenciadores: mercado fashion aposta em marketing de influência para crescer

Produtos da marca já eram, inclusive, muito buscados em e-commerces de marketplace por aqui. Sendo assim, nada mais justo e interessante que a própria marca os ofereça ao público por um canal próprio. Essa iniciativa traz uma série de vantagens não apenas para a marca, como também para o consumidor.

“Durante o desenvolvimento do projeto, priorizamos um parceiro que tivesse expertise na operação de fulfillment e oferecesse com excelência a experiência que desejamos para o nosso cliente: navegabilidade amigável, conteúdos exclusivos e entrega eficiente. A ideia não é priorizar um canal ao outro, mas sim ser um ponto de contato complementar para o nosso consumidor, para que ele possa ter opções cada vez mais omnichannel na tomada de decisão”, complementa Garcia.

Fidelização para além do marketplace

É evidente que, antes de se estabelecer como um brandsite no Brasil, a Henkel se estabilizou no país com suas outras marcas e produtos de beleza. Esse conhecimento do público já trouxe uma série de vantagens à corporação — e deve ditar um sucesso interessante para esse novo canal de vendas estabelecido pela marca.

O Clube do Cabelo Pro estabelece também um canal de atendimento focado no Brasil, o que diminui muito a distância entre a marca e o consumidor. No site, há um canal de autoatendimento via FAQ, e-mail e um número de telefone, disponível de segunda a sábado em horário comercial.

Conheça o Mundo do CX

Por meio desse canal, a marca espera atingir melhor o público brasileiro e amplificar as vendas no País com produtos internacionais. As marcas oferecidas são para cabelos de todos os gêneros e há opções veganas e cruelty-free.


+ Notícias

O que o setor de moda e beleza está preparando para o metaverso?

Mercado de cosméticos: indústria da beleza aposta na IA para aprimorar a experiência do cliente 




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS