Hábito de consumo: do que as mulheres gostam na internet

Estudo da Nielsen/Opinion Box identifica hábitos de consumo na sociedade e destaca a maciça presença das mulheres na internet, no conhecimento de marcas e decisões de compra

Tempo de leitura: 3 minutos

1 de agosto de 2022

Foto: Pexels

O que conquista a atenção das mulheres na internet? Para começar, são elas que mais consomem, principalmente música, notícias, séries e conteúdo de saúde e beleza. O hábito de consumo feminino foi investigado por um estudo da Nielsen em parceria com o instituto Opinion Box.

A pesquisa confirmou o que já se suspeitava: mulheres usam mais internet. Tanto para acompanhar mais influenciadores, quanto para tomar decisão de compra. Além disso, elas são mais impactadas por anúncios ligados a aparência, alimentos e eletrônicos.

O que as mulheres fazem online?

Segundo o levantamento, chamado “Elas: Comportamento e Barreiras”, 90% mulheres entram na internet todos os dias. Elas utilizam especialmente redes sociais, assistem vídeos ou filmes e ouvem música. Pelo menos 80% delas acessam as redes sociais todos os dias. Mais de 67% assistem filmes ou ouvem música. Apenas 60% das mulheres utilizam para atividades corriqueiras, como usar e-mails, pesquisas ou consultas e 59% para ler notícias.

Os números de hábitos de consumo levantados pela pesquisa da Nielsen/Opinion Box

Foram entrevistadas mil pessoas de todas as regiões do Brasil entre os dias 24 de fevereiro e 2 de março de 2022. Dentre os entrevistados, 69% eram mulheres, 24% homens e 7% optaram por não citar seu gênero.

O objetivo do estudo é estimular a inclusão das mulheres para contribuir para a compreensão do perfil das brasileiras em diferentes frentes. Um dos destaques é a análise do hábito de consumo online das brasileiras, às questões sociais e ao mercado de trabalho.

Segundo Sabrina Balhes, líder de Measurement da Nielsen Brasil, entender o comportamento de consumo para o setor de mídia e marketing pode contribuir com a inclusão.

“Nos posicionamos usando a nossa técnica de pesquisa para que possamos ter ambientes e mercados mais eficientes, mas que também inclua todas as pessoas”.

Assine nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

Os hábitos de consumo delas na internet

O hábito de consumo feminino também se converte mais em compras. São as mulheres que lembram mais de anúncios e convertem a publicidade vista em produtos comprados.

Perguntadas que tipo de produto compraram nas últimas duas semanas, as mulheres revelaram o hábito de consumo online. Dentre os segmentos analisados, o que mais tem conversão de anúncio em uma compra realizada é a de roupas, sapatos e acessórios, com 48% de compras realizadas. Em seguida foram alimentos, com 45% e eletrônicos, com 43%. Maquiagem e cuidados representam 38% e 37% das maquiagens.

Causas sociais são levadas em conta na hora da compra

Também pesa na decisão de compra feminina a apoio a causas sociais. Segundo o levantamento, cerca de 46% das mulheres disseram que compram produtos de marcas que apoiam causas sociais. Mas esse apoio é dado com um certo ceticismo. Mas mais da metade delas, 51%, acreditam que as empresas apoiam causas sociais para se beneficiarem.

Leia mais: Pesquisa mostra que empresas ainda têm políticas de inclusão pouco eficazes

Elas também se sentem mais representadas na publicidade. Quando o recorte é de gênero, as mulheres (32%) se sentem mais representadas que os homens (28%). A comunidade LGBTQIA+ é a que se mostrou mais incerta no estudo, com 41% respondendo que não tem certeza sobre a representatividade.

Hábito de consumo feminino reflete responsabilidade com a casa

Os hábitos de consumo online femininos revelados pelo estudo Nielsen/OpinionBox refletem a responsabilidade que cada gênero tem com a vida doméstica. Os dados mostraram que 22% das mulheres entrevistadas têm cuidar da casa como principal atividade durante o dia, já entre os homens este índice é de apenas 2%. Os afazeres em casa ficam atrás apenas do trabalho (50%) para elas.

Leia mais: Mulheres são maioria no universo digital

Enquanto mulheres ainda são protagonistas das atividades domésticas, elas tendem a estar mais atentas à publicidade, pois são mais responsáveis pelos hábitos de consumo não só delas, mas de toda a família.

De acordo com a uma pesquisa da Statista Global Consumer Survey, faz todo sentido elas estarem mais conectadas, afinal, as mulheres ainda controlam o orçamento familiar, e tomam 81% das decisões de compra.


+ Notícias:

Carteira Digital: conheça as opções para ter praticidade na palma da mão

Publicidade: como o streaming determinará perfis de consumo no futuro?




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS