Cashback: como funciona o benefício para empresas e consumidores

Receber uma parte do valor gasto em compras ou serviços tem se popularizado para conquistar clientes

Tempo de leitura: 3 minutos

5 de agosto de 2022

Imagem: Pixabay

Fazer uma compra e receber uma parte do dinheiro de volta parece um presente, é o cashback. A oferta do benefício é uma estratégia que tem se popularizado cada vez mais, e leva a sério a máxima de servir bem para servir sempre. O cashback tem se tornado umas das vantagens mais buscadas pelo consumidor ao decidir onde comprar – especialmente no e-commerce.

A palavra cashback vem do inglês e significa literalmente ‘dinheiro de volta’. O programa de recompensas se popularizou na última década. De acordo com um levantamento feito pelo Sebrae, quase 6,5 milhões de empresas já possuem programas de cashback.

Assine nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

Mas o que é cashback?

É uma recompensa oferecida pela loja em que cliente recebe de volta uma parte do valor da compra. O percentual do benefício é variável, cabe a cada empresa decidir como pode ser de 1% do total pago, e em alguns lugares o cashback chega a 100%!

É importante deixar claro que cashback não é desconto. O consumidor paga o valor total da compra ou serviço e, só depois da transação finalizada, uma parte do valor dos produtos comprados volta para o cliente. A partir daí, esse valor pode ser utilizado de maneiras diferentes dependendo das regras de cada programa.

Leia Mais: Cashback pode driblar a inflação e fidelizar os clientes, segundo especialistas

“O cashback é um benefício posterior ao pagamento integral cobrado pela empresa. Quando o valor do produto ou serviço é reduzido no momento do pagamento, é um desconto”, explica Eduardo Esparza, vice-presidente geral da Tenerity na Espanha e Brasil, multinacional especialista em fidelidade lucrativa.

Todo cashback é igual?

Além de lojas, bancos e marketplaces já oferecem diferentes tipos de cashback. O benefício pode valer tanto para a venda de produtos quanto pela utilização de serviços. O objetivo, claro, é estimular o consumidor a voltar dar mais uma olhadinha.

Volte a comprar

Algumas empresas trabalham com a devolução de parte do valor dos produtos ou serviço dentro da plataforma onde a compra foi feita para ser utilizado na própria loja ou em parceiros.

Carteira digital

Há outras modalidades em que percentual devolvido ao cliente é depositado em uma conta digital própria da loja ou em carteiras digitais e programas de recompensas.

Leia mais: Carteira Digital: conheça as opções para ter praticidade na palma da mão

Dinheiro vivo na conta

E ainda algumas empresas oferecem o cashback na modalidade mais literal do termo, com o dinheiro de volta caindo direto na conta corrente do cliente.

É importante o consumidor ficar atento e checar quais benefícios cada tipo de cashback oferece antes de tomar uma decisão. E sempre pesquisar sobre o produto para se certificar se se não é mais vantajoso fazer a compra em outra empresa por um valor menor.

Leia Mais: O poder do cashback para a fidelização do cliente

Vale a pena para as empresas investir em cashback?

O cashback é mais um benefício para atrair e fidelizar o consumidor. Segundo a pesquisa Panorama Mobile Time e Opinion Box, 42% dos consumidores que compram em aplicativos consideram o cashback a melhor funcionalidade.

“Soluções de fidelidade se conectam com os usuários e ajudam a aumentar o tempo de vida de seus consumidores, as promoções de cashback geram um aumento de três a quatro vezes na taxa de conversão e elevam o valor do pedido em 46%, mostrou uma pesquisa da Global Cashback Report 2020”, exemplifica Sparza.

O dinheiro investido em fomentar a modalidade tende a voltar na forma de clientes satisfeitos e fidelizados, o que no longo prazo significa mais lucros.

De acordo com a Cuponomia, site brasileiro que reúne ofertas e cupons de descontos e cashback para compras no e-commerce, a modalidade movimentou R$ 10 bilhões no ano passado.

Cuidados para o consumidor não se frustrar

Para usufruir sem dor de cabeça das vantagens que o cashback pode trazer, é fundamental ler com atenção todas as regras de cada programa, já que as funcionalidades são diferentes dependendo de cada empresa.

Leia as regras de cada programa

As recompensas podem funcionar de modos diferentes em cada empresa. O consumidor deve se certificar que o benefício oferecido é o mais conveniente para sua necessidade.

Como destaca o executivo, “quando nos cadastramos em algum programa de cashback, o mais importante é ler os termos e condições que a empresa deve fornecer no passo anterior a se cadastrar, para ter ciência de todas as informações e regras desse programa”.

Conheça o Mundo do CX

Cuidado para não cair em tentação

Não é porque o consumidor pode ter uma parte do dinheiro da compra de volta dentro do programa que vale a pena sair comprando. Esse barato pode sair caro.

“É muito importante ser muito cauteloso e não gastar mais do que deve somente porque vai receber um valor alto de volta. Faças as contas e veja se comprar determinado produto ou serviço faz sentido para sua situação financeira e se é um bom negócio naquele momento”, aconselha Sparza.


+ Notícias

Banco Inter dá dicas de como alcançar excelência no atendimento ao cliente

Canal de atendimento em libras: acessibilidade na prática aumenta engajamento




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS