Como é o comportamento de consumo dos australianos?

Uma nação de compradores ávidos descobre seu amor por mercados e produtos estrangeiros. Seguindo com a série de conteúdos do estudo da PayPal, apresentamos o comportamento de consumo dos australianos

Tempo de leitura: 4 minutos

5 de agosto de 2022

Foto: Pexels

Seguindo com a série de conteúdos exclusivos extraídos do recente Relatório Comércio sem Fronteiras do PayPal de 2022, sobre comportamento e consumo em diversos países, vamos dar sequência apresentando as características e preferencias dos consumidores de alguns países.

Neste artigo, apresentaremos um pouco sobre o comportamento de consumo dos australianos. Uma nação de compradores que descobriu seu amor por mercados e produtos estrangeiros.

O cenário do varejo e consumo australiano

Dois anos de lockdowns mudaram completamente o cenário do varejo na Austrália. Tanto os consumidores quanto os vendedores migraram para o mundo digital. Segundo o estudo da PayPal, 49% dos consumidores australianos entrevistados afirmaram comprar mais pela internet agora do que antes da pandemia.

Os vendedores online se beneficiaram dessa mudança, mas também tiveram dificuldades para conseguir atender à demanda. De acordo com o estudo, os principais desafios estão relacionados à capacidade de atendimento e serviços de entrega.

Como os prazos de entrega foram fortemente impactados, os australianos passaram a compra mais no mercado local. Segundo a análise do estudo da PayPal, à medida que esses atrasos começarem a diminuir, os vendedores globais terão uma oportunidade de conquistar mais vendas internacionais.

49% dos consumidores australianos compram mais pela internet agora do que antes da pandemia

41% dos compradores estimam que esses hábitos perdurarão ao longo do ano

Consumidores gastarão US$ 1.600 a mais por ano, adicionando mais US$ 167 bilhões à economia do país

Com esse aumento nas compras pela internet, a economia australiana deve continuar seu processo de recuperação. Agora, estima-se que os consumidores gastarão US$ 1.600 a mais por ano, adicionando mais US$ 167 bilhões à economia, e 41% dos compradores estimam que esses hábitos perdurarão ao longo do ano.

Embora ainda exista espaço para expansão, as empresas devem antecipar uma maior concorrência, graças ao novo cenário diversificado do comércio.

consumo

Imagem: (PayPal)

Principais comportamentos de compra dos australianos

Aqui destacamos 3 importantes características dos australiano no que se refere a hábitos de compra, de acordo com o estudo da Paypal.

Tecnologia

Já adeptos das redes sociais para diversão ou trabalho, os australianos agora começam a adotá-las para comprar. Entre os consumidores que conhecem o comércio social, 76% se sentem confortáveis fazendo compras desta forma1 . Essa é uma oportunidade para vendedores internacionais que busquem captar clientes na Austrália usando as redes sociais e novos canais de compra.

Comportamento/cultura

Os compradores australianos estão cada vez mais ecologicamente corretos, o que se reflete em seus hábitos de compra: 46% querem saber se as empresas usam materiais biodegradáveis e ecologicamente corretos2 e 39% agora compram com frequência produtos feitos com esses materiais2 . Os vendedores devem encarar esse fato como uma oportunidade de mudar seu foco e iniciativas de marketing para a sustentabilidade para atrair a atenção dos consumidores australianos.

Expectativas dos clientes

Os problemas globais na cadeia de abastecimento, juntamente com o fechamento dos principais portos internacionais devido à COVID-19, colocaram os vendedores em extrema pressão para atender aos pedidos, manter as prateleiras abastecidas e evitar atraso nas entregas. Posteriormente, 38% dos compradores on-line pesquisados disseram que se contentariam com um produto de qualidade inferior se a entrega fosse mais rápida. Assim que estes atrasos começarem a diminuir, os vendedores terão mais chances de fechar mais vendas internacionais.

76% dos consumidores que conhecem as vendas por live stream se sentem confortáveis com este método de compra

51% afirmam se preocupar com a origem dos produtos e a transparência na sua fabricação

72% dos australianos buscam ativamente as melhores ofertas

41% estimam que seu gasto total on-line aumentará em 2022

Conheça o Mundo do CX

3 principais conclusões sobre o consumo australiano

Abaixo você confere algumas conclusões essenciais do estudo da Paypal sobre o comportamento de consumo dos australianos, bem como algumas dicas para vendedores globais ficarem atentos:

1 – Preço e praticidade são fundamentais – Os australianos compram de forma consciente e local. Mas o preço e a praticidade continuam sendo os principais elementos na hora de comprar. Os vendedores não devem ignorar essas preferências, que persistem há anos. Como agora 31% das pessoas entrevistadas se sentem mais confortáveis em comprar do exterior do que antes da pandemia, os vendedores internacionais têm uma chance única de entrar no mercado australiano oferecendo um preço competitivo e uma experiência prática.

2- Estar nas redes sociais é fundamental – O número de australianos acostumados com as vendas por livestream em redes sociais está aumentando. A maioria se sente confortável para comprar nesses canais. As empresas internacionais podem aproveitar esta oportunidade para explorar um mercado de compradores sociais em expansão, se não se limitarem aos canais tradicionais de comércio eletrônico.

3- Conquiste a confiança, depois os clientes – A privacidade dos dados é fundamental para os consumidores australianos. Para conquistar a confiança dos consumidores e tranquilizá-los na hora de fornecer dados pessoais no checkout, os vendedores internacionais podem firmar parcerias com provedores de pagamento líderes no setor. Por exemplo, por sua reputação em segurança e praticidade, o PayPal é o método de pagamento on-line mais usado na Austrália para compras nacionais e internacionais.

Gostou deste conteúdo? Fique ligado na hashtag #CMPayPalCX. Nos próximos dias seguiremos com mais dados sobre o Relatório Comércio sem Fronteiras do PayPal de 2022, apresentado o comportamento de consumo e mercado de outros países.

Assine a nossa newsletter e receba as principais notícias da experiência do cliente  


+ Notícias

O que faz uma experiência de compra ser atraente? 

Como fica a experiência entre clientes e marcas com o fim dos cookies? 




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS