Autor

Editor CM

A VISÃO DOS LíDERES – Carlos Rey

Por: - 4 anos atrás

O cliente é nossa inspiração Por Carlos Rey Vice-presidente executivo de estratégia e assuntos corporativos do Santander   Chegamos ao 15º ano do século 21, e ninguém mais duvida de que estamos vivendo uma autêntica revolução digital. Após décadas de incremento contínuo da capacidade de processamento de dados, a humanidade está ingressando em um novo momento, quando a maioria das pessoas terá acesso a dispositivos que as manterão conectadas entre si. Tudo isso representa uma oportunidade única para as empresas que forem capazes de acompanhar a mudança e entender as necessidades de seus clientes ? até porque são eles os verdadeiros agentes das transformações.Nós, do Santander, estamos atentos a esse novo cenário. Em todo o mundo, interagimos ininterruptamente com mais de cem milhões de clientes, seja em nossas 13 mil agências ou por meio dos canais eletrônicos de atendimento, que ganham importância a cada dia. Temos uma visão privilegiada das mudanças em curso, e estamos conscientes de que precisamos utilizar todas as ferramentas disponíveis para cumprir nossa missão: contribuir para o progresso das pessoas e empresas.Em nossa busca, procuramos caminhar sempre ao lado de todos aqueles que se empenham em compreender e interpretar os sinais deste novo tempo. Aí se encontram não só as organizações, mas também governos, entidades de defesa do consumidor e meios de comunicação. E, dentre esses últimos, a revista Consumidor Moderno merece uma menção especial, por toda a dedicação demonstrada nos últimos 20 anos à cobertura de temas associados ao relacionamento com o cliente.Hoje, o consumidor está mais bem informado, é mais crítico e exigente quanto ao tratamento que recebe e à oferta de produtos e serviços. Isso obriga as marcas a buscarem aprimoramento e qualidade. No nosso caso, o cliente é a inspiração e está no centro de todas as decisões estratégicas. O relacionamento melhora e se torna perene à medida que conseguimos apresentar soluções que correspondam, de fato, às suas necessidades. A satisfação do cliente se reflete, ainda, em uma utilização maior de nossos produtos e serviços.E, de posse de todos os insights sobre o que desejam os funcionários, clientes e a sociedade, desenvolvemos uma nova cultura organizacional, anunciada globalmente neste mês de março e baseada em três conceitos: simples, pessoal e justo. Porque queremos ser um banco simples, que oferece o serviço que o cliente precisa, e produtos fáceis de entender. Um banco pessoal, capaz de tratar seus clientes como se fossem únicos, com um serviço profissional e personalizado no qual podem confiar. E um banco justo, que trata as pessoas como elas gostam de ser tratadas, obtém um retorno adequado e sustentável para seus acionistas, enquanto contribui para o desenvolvimento da sociedade.O primeiro contato dos nossos clientes com esses conceitos se dá por meio dos canais de atendimento. É por aí, portanto, que nossa nova cultura se fará visível. Temos investido como nunca para inovar e aperfeiçoar nossas ferramentas de interação com o público. De forma simples, pessoal e justa, vamos continuar a ampliar as possibilidades de acesso aos nossos produtos e serviços, e assim acompanharemos a revolução que está em curso.    

Brasil assina convênio para evitar roubo de celulares durante a Copa

Por: - 50 anos atrás

Operadoras  se comprometem a compartilhar os códigos de identificação dos aparelhos roubados através da base de dados da GSMA

Detectar o câncer pode ficar mais simples e menos invasivo

Por: - 4 anos atrás

Cientista brasileira criou um sensor que detecta o tumor maligno antes mesmo do surgimento dos sintomas

Os direitos do consumidor na falta de água e energia elétrica

Por: - 50 anos atrás

Consumidores podem ser ressarcido por dias ou horas de suspensão dos serviços. Além disso, quaisquer danos a aparelhos devem ser comunicados. Lei do SAC também deve ser respeitada

Alimentos que podem causar alergia precisarão de rotulagem especial

Por: - 50 anos atrás

O Brasil (ainda) não tem uma cultura muito disseminada em relação a esse tipo de problema, mas estima-se que cerca de 4% da população mundial tenha alergia alimentar

Crise hídrica não afeta empresas, apenas o consumidor

Por: - 4 anos atrás

Mesmo assim, quase 80% das companhias dizem possuir programas e medidas preventivas

Índice de Confiança do Consumidor sobe timidamente em junho

Por: - 50 anos atrás

Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV) e indicam que, em junho, a avaliação dos consumidores com relação à situação atual melhorou ligeiramente

Empresa extrairá água do ar da Amazônia

Por: - 5 anos atrás

A produção da água Ô Amazon Air Water será feita com duas máquinas geradas a partir de energia solar, e a tampa da garrafinha é feita de resina de amido de milho com sementes para ser plantada depois do uso

Brasileiros preferem serviços de telecomunicações separadamente

Por: - 50 anos atrás

Serviços de combos não são tão bem aceitos pelos consumidores brasileiros. Apesar de ficarem mais caros separadamente, um estudo concluiu que 70% dos domicílios do país preferem contratar serviços de telecomunicações dessa forma  

Conheça os direitos do viajante durante a Copa

Por: - 50 anos atrás

Aeroportos lotados, movimentação e frenesi de brasileiros e estrangeiros são frequentes por causa do evento. Veja alguns deles no caso de uma das atividades mais corriqueiras durante a Copa do Mundo: as viagens

Brasil lança campanha de alimentos orgânicos para a Copa

Por: - 50 anos atrás

Os objetivos da campanha são incentivar o consumo de produtos orgânicos, aumentar o nível de conhecimento da população para a alimentação saudável, além de ampliar e diversificar os canais de comercialização de produtos sustentáveis

População está acima do peso, mas mercado ainda não se adaptou

Por: - 5 anos atrás

Apesar dessa nova realidade, o mercado ainda não se adaptou ao cenário e comer de forma mais equilibrada fora de casa ainda é difícil. Mas o que hoje é um gargalo, pode tornar-se uma oportunidade de ouro para o mercado de alimentação