Resultados de Busca

loja física

Gente de excelência

Publicado em: 4 de dezembro de 2014

Confira as ações das Melhores Empresas para se Trabalhar GPTW NOVAREJO

Black Friday não ajudou vendas de novembro

Publicado em: 4 de dezembro de 2014

Segundo indicador do SPC, vendas a prazo ficaram estáveis em novembro, frente a outubro

Trabalho escravo em oficina ligada à Renner

Publicado em: 28 de novembro de 2014

Ministério do Trabalho libertou 37 bolivianos que trabalhavam em oficina na Zona Norte de São Paulo

No Image
Princípios e longevidade

Publicado em: 26 de novembro de 2014

Anos 1900, Inglaterra. Roupas feitas sob medida ainda eram a regra, mas algumas peças dos guarda-roupas femininos já eram produzidas em escala. Pequenas fábricas faziam esses produtos normalmente empregando até 50 jovens costureiras, quase sempre imigrantes, que ganhavam um salário muito baixo e trabalhavam em condições insalubres. A pouca iluminação e as longas horas de trabalho desgastavam física e mentalmente. Ainda assim, agulha e fio eram praticamente o único recurso dessas pessoas para sobreviver. Na outra ponta, poucos clientes paravam para pensar como eram feitas as roupas mais baratas que chegavam às lojas.Se excluirmos dos dois parágrafos acima a data e o país, a situação poderia se ambientar em vários lugares do mundo. De São Paulo a Pequim, existe uma discussão contínua sobre as condições de trabalho na indústria e no varejo. No Brasil essa questão ganhou manchetes de jornal em 2014, com a autuação de diversos varejistas por conta das práticas de seus fornecedores. O grande ponto é que o varejo é considerado responsável pelas ações de sua cadeia de suprimentos e, assim, precisa observar e controlar não apenas o que acontece ?dentro de casa?, mas também as práticas de seus fornecedores.A consequência de ignorar esse fato pode ser dramática. Nas últimas décadas o consumidor ganhou poder: o poder de deixar de comprar determinados produtos que não atendem às suas exigências de qualidade, conveniência, preço e, mais recentemente, valores morais e éticos.Não tomar nenhuma atitude é, na verdade, correr o risco de ser punido por ações que um fornecedor de um fornecedor tenha realizado. O varejo precisa incorporar a cadeia de suprimentos às suas práticas de governança corporativa e fazer dessas práticas uma declaração de princípios.Somente a construção de marcas fortes, que extrapolam a relação transacional com seus clientes, é capaz de impedir que ações de terceiros manchem a imagem corporativa. A busca de competitividade e eficiência não é apartada de princípios e valores. Ao contrário, depende deles para aprimorá-las.Marcas íntegras, consistentes e que comunicam seus valores têm vida longa. *Renato Müller é editor da plataforma NOVAREJO

Kopenhagen inicia operações no e-commerce

Publicado em: 24 de novembro de 2014

Marca busca facilitar acesso aos produtos, vender cartões-presente e evitar filas em datas especiais

A ?Black Friday? brasileira

Publicado em: 17 de novembro de 2014

Mesmo que não faça sentido culturalmente, consumidor já enxerga como um dia de grandes vantagens

Walmart vê web em ritmo acelerado

Publicado em: 17 de novembro de 2014

Varejista cresce 21% nas vendas on-line e reforça investimentos na integração omnicanal

Varejo físico não morrerá

Publicado em: 13 de novembro de 2014

Somente 9% dos consumidores pensam em abandonar as compras presenciais em virtude do e-commerce

Marisa tem desempenho abaixo do esperado

Publicado em: 10 de novembro de 2014

Receita líquida de R$ 777 milhões no 3° trimestre não agradou companhia, que trocou cadeiras

Palavra do Presidente

Publicado em: 27 de outubro de 2014

Como desenvolver um relacionamento digital?

Info – Como agem os consumidores na WEB

Publicado em: 25 de outubro de 2014

Quem é o e-shopper  Visitaram 9,2 lojasCompraram em 2,6 lojasGastaram em média R$ 496 por loja    Visitaram 10,5 lojas Compraram em 3,9 lojasGastaram em média R$ 479 por loja   Visitaram 14,6 lojasCompraram em 6,3 lojasGastaram em média R$ 499 por loja   dos consumidores pesquisam antes de comprar na internet. As pesquisas em […]

A vez do webrooming?

Publicado em: 24 de outubro de 2014

Pesquisa mostra que consumidores têm, cada vez mais, comprado em lojas físicas depois de pesquisar online

Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS