WhatsApp lança novas APIs para empresas e anuncia versão premium

Além de recursos com hospedagem em nuvem, o aplicativo também contará com uma versão Business paga

Foto: Free Pik

Já tão popular na América Latina, o WhatsApp cada vez mais avança para compreender tanto o usuário comum quanto as empresas em seu hall de ofertas. Prova disso é a quantidade avassaladora de corporações que passaram a contar com o aplicativo como canal de atendimento desde o início da pandemia.

Para que o aplicativo se tornasse cada vez mais eficiente no mundo corporativo, no entanto, foi necessário incluir novas APIs que evoluíssem a forma de atendimento — algo muito explorado no WhatsApp Business. Mas agora, além das tecnologias já existentes, que utilizam automação para agilizar os contatos, foi anunciado o lançamento de novas bibliotecas de funcionalidades, as famosas APIs, e uma versão “premium” do software.

E o diferencial nelas são os serviços de hospedagem em nuvem, com um enfoque voltado para uso empresarial.

Assine a nossa newsletter e fique por dentro das notícias da Consumidor Moderno 

Um avanço do WhatsApp com foco na experiência do usuário

Um ponto relevante a ser destacado é que as empresas terão novas ferramentas em nuvem para manter contato com os clientes, mas só poderão entrar em contato ou enviar mensagens se forem autorizadas pelo consumidor.

Além disso, parte das novas funcionalidades serão pagas, anunciadas como o novo WhatsApp Premium, que foi lançado na última quinta-feira (19). Essa opção também é voltada para as empresas e garante um acesso simultâneo de 10 dispositivos a uma mesma conta comercial, bem como links personalizados para as mensagens.

Na versão gratuita, só é possível vincular cinco dispositivos à mesma conta. Assim, vantagem dessa versão paga é, portanto, a garantia da sincronização de mensagens com mais cinco máquinas e os links personalizados para que as empresas substituam o endereço e tornem o acesso a anúncios mais reconhecível.

Vale destacar que o plano pago do aplicativo é mais voltado para pequenas e médias empresas (PMEs), mas funciona para companhias de qualquer porte. O valor do WhatsApp Premium ainda não foi divulgado.

Leia mais: O desafio de manter o sorriso na voz no atendimento via WhatsApp

Um dos canais mais utilizados na América Latina

Hoje, o WhatsApp está entre os aplicativos que, por aqui, uniram o útil ao agradável: um canal que funciona tanto para atendimento e vendas, por parte das empresas — independentemente do porte —, quanto para troca de mensagens comuns entre os usuários. E essa instantaneidade que o app fornece sem dúvidas alavancou o nível do relacionamento marca-cliente.

Para se ter ideia, dados do próprio WhatsApp mostram que o aplicativo está instalado em mais de 90% de todos os smartphones do País. E ele também funciona como o canal mais rápido para fechar uma compra, posto que possui uma taxa de finalização com média de 9%.

Leia mais: A era do WhatsApp: o canal mais rápido para fechar uma venda

Assim, nada mais esperado que ver o aplicativo evoluir seus processos para atender melhor as empresas, que têm migrado parte de seus canais em rumo a uma maior digitalização — e visto no WhatsApp uma oportunidade de canal de atendimento e venda muito expressiva.

De acordo com Mark Zuckerberg,  o novo recurso se chamará WhatsApp Cloud API e permitirá que qualquer empresa ou desenvolvedor possa acessar o serviço de nuvem, bem como tornar mais personalizada a experiência do usuário e acelerar ainda mais o tempo de resposta aos clientes.


+ Notícias

Engajamento digital e WhatsApp: os caminhos da omnicanalidade eficiente

O WhatsApp será o novo e-mail – e isso é ruim para o consumidor 




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS