10 dados impressionantes sobre e-commerce em 2019

O comércio digital já representa 14,1% da relevância do varejo mundial. Saiba quais outros dados marcaram o segmento no ano que passou

Compreender como os consumidores se sentem ao efetuar compras no varejo online é extremamente importante para melhorar as estatísticas de checkout.

O comércio eletrônico, que já foi uma inovação do setor, hoje já se tornou mainstream. Com a alta competitividade do setor, os varejistas virtuais precisam estar atentos a todos os dados para não perderem a atenção dos clientes e não ficar para trás da concorrência.

À medida que avançamos para o próximo ano, listamos aqui 11 dados impressionantes que marcaram o e-commerce em 2019:

1. COMPRAR ONLINE FICOU MAIS FÁCIL

Sessenta e três por cento dos consumidores disseram que as atualizações nas tecnologias de varejo para dispositivos móveis melhoraram suas experiências de compra online. (Fonte: National Retail Federation)

2. UMA GIGANTE NA LINHA DE FRENTE

A Amazon agora responde por quase 50% do mercado de comércio eletrônico dos Estados Unidos. (Fonte: TechCrunch)

3. FRETE GRÁTIS COMO DIFERENCIAL

Trinta e seis por cento dos compradores preferiram gastar mais, adicionando mais itens no carrinho de compras, para ter o benefício de frete grátis. Além disso,  62% dos clientes consideraram o frete grátis o melhor diferencial das lojas online. (Fontes: 2019 Shopper Insights Survey e Pulse of the Online Shopper Report)

4. COMPRAS PELA INTERNET

Em 2019, as vendas de comércio eletrônico representaram 14% de todas as vendas no varejo em todo o mundo. (Fonte: Statista)

e-commerce

5. TUDO POR UM DESCONTO

Noventa por cento dos clientes optaram por compartilhar dados pessoais com as lojas, como email ou celular para cadastro, para receber descontos em produtos. (Fonte: SmarterHQ)

6. BIG DATA

Sessenta e dois por cento dos varejistas relataram que o uso de big data criou uma vantagem competitiva para suas organizações. (Fonte: IBM e e National Retail Federation)

7. TROCA COMO FACILITADOR

Setenta e três por cento dos consumidores julgaram que a possibilidade de devolução dos produtos influenciou suas decisões de compra. Trinta e seis por cento dos clientes de ecommerce devolveram ao menos algum item três meses após a compra. (Fonte: Pulse of the Online Shopper Report)

8. NAVEGABILIDADE

Quarenta e nove por cento dos consumidores da Geração Z consideraram que a capacidade de encontrar rapidamente um produto em uma loja online foi a razão mais importante para terem fechado uma compra. (Fonte: IBM e National Retail Federation)

9. CARRINHO DE COMPRAS

Para sessenta e sete por cento das pessoas, um processo de checkout fluído foi a opção mais influente da experiência de compra. (2019 Shopper Insights Survey)

10. AMAZON COMO PREFERÊNCIA

Cinquenta e nove por cento dos jovens entre 16 a 36 anos foram para a Amazon antes de qualquer outro site de comércio eletrônico. (Fonte: Inviqa)


+ NOTÍCIAS

GPA vai utilizar seus hipermercados como centros de distribuição de e-commerce
Colgate-Palmolive entra no e-commerce B2B para pequenos e médios varejistas
Quatro estratégias tecnológicas para o e-commerce do futuro
E-commerce x M-commerce: conheça as ferramentas que estão revolucionando o mercado

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

As IDENTIDADES do novo consumidor sem rótulos #CM25ANOS

Futuro incerto? O que pensam os futuristas em tempos de crise social

“Contágio” e outros filmes sobre epidemias para ver dentro de casa

Manu Gavassi e sua brilhante estratégia de branding. O que as marcas podem aprender com ela?

A ascenção das newsletters

VEJA MAIS