5 big techs para ficar de olho na nova década

O que podemos esperar das principais empresas de tecnologia do mundo na nova década?

As big techs dominam a conversa sobre tecnologia, dados, inovação e economia nos últimos anos. Em plena guerra econômica – entre Washington e Pequim – quem dá as maiores cartadas são companhias como Apple e Huawei.

Os últimos tempos também foram recheados de polêmicas que envolvem o Facebook, campanhas eleitorais e dados. Quem não lembra de todo o “rendes-vouz” que envolveu a Cambridge Analytica e a vitória de Donald Trump?

As questões deixadas pelas big techs

Nos perguntamos por aqui quais os próximos passos destas companhias e o que podemos esperar delas. Algumas prometem levar pessoas para Marte e outras mudar a maneira com a qual nos relacionamos.

Os nomes aqui listados não são grandes  surpresas, mas seus planos são peças importantes do quebra-cabeça que forma a nova década e a evolução do consumo mundial.

O Google, por exemplo, promete há algum tempo trazer seu óculos inteligente para a realidade consumada. Será que vai rolar? A exemplo, você confere abaixo o que outras big techs estão aprontando e por qual motivo é preciso ficar atento:

1 – Tesla

big techs tesla

O recém anunciado Cybertruck foi um mix de excitement e vergonha alheia. As novidades da pick-up do futuro são animadoras, mas ajustes são necessários. O vidro “inquebrável” rachou durante um teste ao vivo, porém a lataria se manteve intacta à impactos também testados durante o live streaming. Por aqui, acreditamos no potencial do carro e a impressão que fica é de que a Tesla trará muitas novidades sustentáveis e extra tecnológicas para os próximos anos. Os carros autônomos  já são sucesso nos Estados Unidos. Poderíamos esperar uma expansão global da marca?

2 – SpaceX

A big tech do espaço está em corrida com outras empresas espaciais pela segunda ida à Lua com a NASA e, também por trás do principal projeto de viagens à Marte. Nesta década vimos o teste bem sucedido do Falcon Heavy X e o featuring com a Tesla no envio de um Roadster para o espaço. Elon Musk passou por algumas “saias justas” durante os últimos anos, mas de qualquer forma continua a prometer grandes novidades para os próximos anos. Será que sua companhia conseguirá começar o processo de colonização em Marte?

3 – Facebook

O Facebook não se encontra nessa lista por suas inovações futuras ou expectativas sob algum novo equipamento ou feature nas redes sociais. O que queremos saber é se Mark Zuckerberg e sua companhia conseguirão otimizar a maneira com a qual lidam com os dados pessoais dos usuários e, o mais importante: quais medidas serão tomadas em uma década onde a LGPD, a GDPR e outras leis de proteção de dados entrarão em voga como nunca antes?Poderia a empresa sobreviver em um mundo de privacy by design? Acompanhemos.

4 – Xiaomi

A Xiaomi tem se mostrado constante no mundo móvel. Apesar dos contras de ser um produto fabricado na China e com isso trazer uma insegurança sobre a coleta de dados, os aparelhos da marca mostram sucesso comercial e crítico como nenhuma outra empresa asiática do segmento foi capaz de entregar até agora. A companhia também segue intacta na guerra comercial entre EUA e China. O mais excitante é o número de novos modelos entregues durante o ano. São tantas novidades legais que fica difícil acompanhar.

5 – Apple

Especialistas apontam que a empresa pode não sobreviver aos novos tempos se não reinventar certas características e se não apresentar novidades muito relevantes. Porém, o iPhone 11 deu uma nova direção a esse rumo. A nova linha mudou percepções e foi vista com bons olhos. O iPad agora é uma forte aposta da Apple. O sistema iPadOS transformou o dispositivo em um híbrido de tablet e notebook. Será que a maior empresa de gadgets do mundo vai sobreviver e continuar dominando a expectativa do show business? Essa é a pergunta que você deve guardar durante os próximos capítulos.







MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS Prêmio Consumidor Moderno

CM 256: Os vencedores do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS