Carros voadores: ficção ou realidade?

Executivo da Hyundai afirma que até 2030 os carros voadores serão uma realidade

Foto: Reprodução “The Jetsons”

As novas formas de locomoção têm andado, em linhas gerais, em torno dos carros. Hoje, cada vez menos se tem a pretensão de, de fato, dirigir. É por isso que modelos mais automáticos — como o da Tesla, por exemplo — estão conquistando o coração dos consumidores: estão pautados na praticidade e na inovação.

Mas quais serão os próximos passos da indústria automobilística? A harmonia entre a tecnologia e locomoção tem caminhado para trazer verdadeiras tendências dignas de filmes futuristas. E já há executivos que acreditam que podemos ir além em um período próximo.

De acordo com Michael Cole, chefe das operações europeias da marca sul-coreana Hyundai, até o final da década, teremos carros voadores. Sim, algo muito parecido com o que mostram os filmes e animações de ficção científica — como Os Jetsons já previam lá atrás.

Até 2030, os carros estarão nos ares?

Apesar de parecer, a declaração de Cole não é infundada. A Hyundai tem investido em mobilidade área urbana. A ideia, de acordo com o executivo, é diminuir a emissão de gases poluentes e criar alternativas mais sustentáveis para reduzir congestionamentos e trazer uma nova perspectiva de mobilidade.

Ainda que os veículos totalmente elétricos já tragam consigo uma boa margem sustentável e eco-friendly, Cole destaca que é preciso ir além. A adaptação dos países ao modelo elétrico tem sido mais lenta que o esperado — o que implica dizer que a substituição completa dos veículos à combustão não será tão simples.

A declaração de Cole a respeito dos carros aéreos foi feita em uma reunião da Society of Motor Manufacturers and Trader. No entanto, essa não foi a primeira vez que a Hyundai falou sobre o assunto. Em janeiro de 2020, a empresa apresentou seu conceito de carro voador, desenvolvido em conjunto com o Uber, no Consumer Electronics Show realizado em Las Vegas.

Vale destacar que a empresa também tem mostrado ao público que está envolvida com a pauta. A Hyundai faz parte do projeto do primeiro aeroporto sem pistas convencionais. O local foi projetado para veículos elétricos capazes de decolar e aterrissar verticalmente (eVTOL), mas ainda não foi inaugurado.

Semanas atrás, a companhia havia anunciado que queria ter seu primeiro carro voador até 2025, que funcionaria como uma espécie de táxi aéreo. Em entrevista à Reuters, José Muñoz, CEO na divisão da América do Norte da Hyundai, declarou que pretende entrar de cabeça no setor. “Vemos esse mercado como uma oportunidade de crescimento significativa”, explica.


+ Notícias

Futuro da mobilidade? Conheça o carro com pernas da Hyundai

Insegurança com pandemia faz brasileiro procurar mais motos e carros






Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS