Copa do Mundo e Twitter: sua marca está preparada para esse jogo?

Mais de 90% dos brasileiros no Twitter se interessam pela Copa do Mundo. Este público qualificado deve estar nas ações da sua marca neste canal desde já. Porém, fique atento as estratégias para não perder de goleada

Tempo de leitura: 3 minutos

8 de julho de 2022

Imagem: Canva.com

A Copa do Mundo, o maior torneio mundial de futebol está chegando, e é no Twitter que as pessoas e marcas vão se reunir e torcer para a Seleção Brasileira.

De acordo com levantamento inédito realizado pelo Twitter em parceria com a GWI, 93% das pessoas que usam a plataforma no Brasil se interessam pelo evento. O documento também aponta que 53% são fanáticos e pretendem acompanhar todos os jogos do torneio – número 23% maior do que nas outras plataformas.

É com este público qualificado que as marcas têm grandes oportunidades de se conectar de forma legítima e em tempo real ao longo dos próximos meses no Twitter. O futebol é uma das grandes paixões dos brasileiros e, em 2021, foi o terceiro assunto mais comentado no Twitter, somando mais de 321 milhões de Tweets.

Experiência da audiência com as marcas

E as conversas sobre o tema são um grande diferencial para as pessoas que acompanham a Copa do Mundo. Segundo o estudo, 73% de quem está no Twitter acredita que a plataforma melhora a experiência de assistir aos jogos do evento.

Neste cenário, as marcas têm a chance de estabelecer uma conexão significativa com essa audiência em diferentes momentos, e não apenas durante as transmissões, e melhorarem seu desempenho de valor de marca.

Conheça o Mundo do CX

Jogando no mesmo time que o consumidor

A partir disso, é importante para as marcas entenderem a intersecção entre a sua história, o tema e sua audiência, além de se manter a par das notícias e conversas sobre a Copa.

“Assim como BBB ou Rock in Rio, o evento mundial de futebol é uma grande oportunidade para que as marcas se conectem com um dos maiores momentos culturais do ano que gera movimentos, memes e conversas que impulsionam as notícias e extrapolam o universo esportivo”, comenta Rafael Camilo, líder de Twitter Next no Brasil.

81% dos fãs do evento no Twitter querem ver marcas alinhadas a histórias sobre inclusão, empatia e união.

O que o fã da Copa busca no Twitter?

E os brasileiros esperam que as marcas vão além do básico. Segundo Camilo, 81% dos fãs do evento no Twitter querem ver marcas alinhadas a histórias sobre inclusão, empatia e união. “Para isso, é necessário que elas tenham tom de voz, legitimidade no discurso e conexões com a audiência definidas”, explica Camilo.

Entre os conteúdos mais buscados pelas pessoas que se interessam pelo torneio mundial de futebol no Twitter estão materiais leves e engraçados (41%), entrevistas exclusivas (38%), concursos (38%), bastidores (36,5%), e solidariedade e causas (35%). Além disso, games, streaming, tecnologia e novelas são alguns dos interesses em comum de quem gosta do evento.

Leia mais: Quais as preferências e perfis das mães brasileiras que estão no Twitter?

Twitter e TV jogam juntos

Não é coincidência que 79% dos brasileiros estão nas redes sociais enquanto assistem à televisão. A relação entre a TV e o Twitter fica ainda mais evidente durante grandes eventos ao vivo, como os jogos de futebol, em que acompanhar o que está acontecendo em tempo real e a emoção são ainda mais valorizados.

76% das pessoas no Twitter acreditam que a associação de marcas com o evento mundial de futebol é positiva.

“Esses são momentos importantes para garantir presença no território, alcançar uma audiência incremental na segunda tela e construir relevância cultural. E por ser o lugar onde as pessoas falam sobre seus interesses e se conectam em tempo real usando os mais diversos formatos, o Twitter permite que a experiência de acompanhar campeonatos seja mais imersiva, gerando cada vez mais conversas e memes que extrapolam a timeline e viram assunto na mesa do bar”, comenta Vinícius Magalhães, gerente de vendas de conteúdo do Twitter Brasil.

De fato, hoje todo evento com transmissão ao vivo tem o Twitter como segunda tela para uma relação direta e instantânea com sua audiência. Não é à toa que todos trabalham a divulgação de suas hashtags durante a sua transmissão. Seus apresentadores são orientados a divulgarem essa hashtag e a interagirem com o público ao vivo. O resultado: engajamento instantâneo.

Paras as marcas fica o desafio de não errarem a mão nessa comunicação via Twitter com seu público e se transformarem num incômodo para essa audiência. Propaganda em canais digitais sem inteligência por trás é como um time de futebol cheio de talentos, mas mal treinado. Basta lembrarmos o 7 a 1 da Alemanha no Brasil pela semifinal da Copa do Mundo de 2014.

Assine a nossa newsletter e fique por dentro das notícias da Consumidor Moderno  


+Notícias

Estudo aponta quais redes sociais influenciam “millennials” e “zennials” na hora da compra

Como é o comportamento de consumo online nas favelas?

 




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS